Buscar
  • projetoarquivivências@gmail.com

Contato Arquivado



Igor Becati


Olá, querida prima!

Estava mesmo na esperança de que me escrevesse. Nesses tempos incertos, apenas as ações concretas fazem sentido, e por isso envio esta réplica a você - para ratificar meu prazer em fazê-lo!

No início desse quase fim dos tempos, achei que a reclusão seria uma forma de reencontro. Conforme escreveu Saramago, saí da ilha várias vezes e a enxerguei. Graças a isso, como você já se adiantou, concluí um romance. Ainda na esperança da publicação em fascículos, parece que uma rede mundial o disponibilizou num domínio. Estou ao aguardo dos comentários dos leitores e jornais. Isso, minha cara, conta mais do mundo que revelei no livro do que nesse mundo do lado de fora.

É bom que saiba que nesse romance de formação há uma cena que explica o seu título, caso você esteja receosa de lê-lo e se perder na interpretação de Um Entardecer a Paradoxo. Mas, por favor, ao conhecer os Albuquerque, sobretudo suas atitudes, não os julgue: verás que sua essência ainda resvala por aí e ainda há de fazer... Foi exatamente o que quis demonstrar na estória: a perpetuação do costume - até que Enrico muda de atitude. Receio que ao tempo em que receber esta epístola, já tenha lido por metade ou quase todo o livro. Aguardarei suas impressões na próxima correspondência.

Tirando a narrativa, a vida se empacou, até que decidi finalmente tirar a flanela do piano e dedilhar uns fraseios. Vez ou outra, recebo visitas do bacharel que me instrui a interpretar obras, gesticular ligaduras... – mas ouço rumores de que isso não deveria estar ocorrendo. Ganhei um livro, de obras de Mozart. São várias sonatas. Quem me presenteou foi a mulher do bacharel, que pediu para que eu nunca desistisse da arte. Não o irei fazer. Não posso, foi nela que me encontrei, e há de ser nela em que me perderei de novo, se meu erro se repetir. Mas já tenho a fórmula: eu lhe regresso!

Tenho que agora me despedir, prezada! Obrigado pela lembrança do contato. Espero que minhas vivências se traduzam a você da forma como elas ocorreram. Tenho de terminar uma linha melódica, porque amanhã o bacharel fará uma prova de harmonia. Sim, comecei a compor, mas só para melhor entender as composições universais! Caso algum dia eu escreva algo para se ouvir, saberá! Talvez eu comece com uma trilha sonora para Um Entardecer, quem sabe...

Com os melhores cumprimentos, passe bem!



65 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

A Busca

Vida Futura