Buscar
  • projetoarquivivências@gmail.com

Isolamento



Eliziane Silva Oliveira


Para mim, o isolamento social começou no dia 15 de março. Exatamente, neste 15 de outubro, são 180 dias – meio ano – de rotinas quebradas, novos hábitos e costumes incorporados ao dia a dia. Na impossibilidade de sair e fotografar o mundo, minha casa virou o mundo a ser explorado. E as janelas e varandas transformaram-se em escotilhas. O horizonte, a linha a ser alcançada apenas pelo exercício do olhar, ganhou novos significados: ora distante, ora próximo, vem alimentando as esperanças ao longos desses dias. O céu, com sua paleta de cores variadas, é alegria e alento. E no quintal, plantas, flores, frutos e insetos, banhados pelo sol ou escondidos na sombra, se oferecem para uma contemplação somente possível quando se está, de verdade, com tempo e calma para atender a esse chamado. E a fotografia, mais uma vez, torna-se a companheira na contagem dos dias e das estações enquanto observo o mundo daqui, ora com a câmera fotográfica profissional, ora com a câmera do smartphone. Independente do dispositivo à mão no momento, o que vale é o exercício do olhar no ambiente mais íntimo que temos. Todas as fotos apresentadas nessas séries foram capturadas com a câmera do celular, o que, para mim, traz um pouco mais de ludicidade à prática fotográfica.


















85 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo